Os gatos sentem frio?

Seu bichano gosta de dormir grudado com você durante o inverno?
Isso é comum, pois o gato sente frio e procura o aconchego do tutor para se aquecer. Para que ele se sinta bem nessa estação, é preciso ter alguns cuidados especiais. Veja dicas para cuidar bem do seu felino!

 

Gato sente frio e precisa de abrigo

O bichano pode até ter um pelo bonito e sedoso, que serve como proteção, mas, em dias mais gelados, isso não é suficiente. O gato sente frio e precisa ser protegido para que não venha a adoecer ou sofrer com as baixas temperaturas.

A primeira dica é garantir que o bichano tenha um local protegido para ficar, longe do vento e da chuva. O ideal é que ele possa estar dentro de casa, ao lado dos tutores. Garanta que ele tenha um abrigo confortável e fechado para dormir e se aquecer.

Como saber se o gato está com frio?

Se você observa o seu bichano, provavelmente já notou que há dias nos quais ele está com os pelos mais arrepiados e que fica mais encolhido. Esses podem ser sinais de que o gato está com frio e precisa ser aquecido.

Além disso, o gato com frio procura ficar perto dos tutores ou até tenta se esconder embaixo de cobertas. É comum também que ele entre no guarda-roupa, fique perto do motor da geladeira ou fique exposto ao sol, na tentativa de se aquecer.

Mantas, almofadas e cobertores

Como o gato sente frio no inverno, ele vai precisar de mantas ou cobertores para dormir. Claro que o bichano gostaria mesmo é de estar na cama com o tutor, mas nem sempre isso é possível. Por isso, é indicado providenciar uma cama quentinha para o felino.

Você pode, por exemplo, colocar uma almofada grande, com uma manta por cima, para que ele fique mais aquecido. Outra opção é colocar um travesseiro dentro de uma caixa de papelão e, por cima, uma manta quentinha. Eles adoram caixas e costumam aceitar bem uma caminha feita com elas.

Outra dica é colocar mantas e cobertores sobre os sofás. No geral, os pets gostam de dormir nesse móvel e, se optarem por ficar lá, estarão mais aquecidos. Ofereça opções protegidas e aquecidas para que ele escolha.

Roupinhas podem não ser uma boa ideia

Por mais que você trate o seu bichano como um bebê, roupa de frio para gato pode não ser a melhor escolha. No geral, eles não gostam e ficam estressado ao receberem essas peças especiais. Assim, mesmo que o tutor tenha a melhor intenção possível, a ideia pode deixar o pet desconfortável.

Além disso, dependendo da roupinha para gato que você escolher, poderá colocar o felino em risco. Como você sabe, eles adoram pular de um local para outro, em casa ou no quintal. Porém, quando estão com algum tipo de vestimenta, é possível que o tecido engate durante o pulo, ferindo o animal. Há, no entanto, algumas exceções.

A roupinha para gato indicada para depois das cirurgias serve para proteger o local da incisão e deve ser usada corretamente. Ela garantirá que o pet não retire os pontos com a unha e que fique protegido. Nesse caso, que é uma situação especial, siga a recomendação do médico-veterinário.

Há ainda gatos sem pelo nenhum que, quando expostos a uma temperatura muito fria, deverão receber mais proteção. Nesses casos, será preciso acostumar o bichano desde pequeno a usar roupas e conversar com o médico-veterinário. O temperamento do felino precisará ser avaliado.

Alimentação e vacinação

Agora que você já sabe que o gato sente frio e que precisa ser aquecido, é importante se lembrar que a qualidade da alimentação e a vacinação em dia são fundamentais para que ele se mantenha saudável durante o inverno.

Uma ração de boa qualidade ajudará o felino a manter o organismo em equilíbrio e pronto para combater possíveis doenças. Sem contar que a ração adequada permite que ele mantenha o peso ideal e uma camada de gordura aceitável, que ajudará a protegê-lo durante os dias frios.
Por fim, as vacinas atualizadas ajudam a evitar que o pet fique gripado.

Veja os produtos que podem ajudar a combater o frio!